A relação entre suicídio e população LGBTQI+

IMG_20200912_124321_298-1200x1200.jpg

⁣A Organização Mundial da Saúde (OMS) revelou que o suicídio acomete mais de 800 mil pessoas por ano; aproximadamente 75% dos casos acontecem em países de baixa e média renda. Além disso, o suicídio é⁣ considerado como a segunda causa global de morte entre pessoas de 15 a 29 anos, representando uma morte a cada 40 segundos. Já o Brasil é o oitavo país com o maior número de suicídios, atrás apenas da Índia, China, Estados Unidos, Rússia, Japão, Coreia do Sul e Paquistão (OMS, 2016).⁣ ⁣

Ao se discutir sobre o comportamento suicida e a população LGBT+, pesquisa realizada nos Estados Unidos entre os anos de 2015/2017 evidenciou que o risco de suicídio é maior entre os estudantes LGBT+ do que entre os estudantes heterossexuais. Isso reforça a importância da necessidade de programas de prevenção ao suicídio entre jovens LGBT+ na sociedade. ⁣ ⁣

Pesquisas apontam que a população LGBT+ tem sido afetada por problemas de saúde mental relacionados à estigma e à discriminação. Essa comunidade está exposta, por vezes, a uma rede de relações caracterizada por rejeição e exclusão, propiciador de episódios depressivos, abuso de substâncias, isolamento social e conflito com os pares. Estes aspectos contribuem ou aumentam os fatores de riscos para o suicídio. ⁣ ⁣

Como o suicídio é visto como um fenômeno multicausal, ou seja, pode apresentar diversos fatores que contribuem para a sua constituição, ressalta-se que novas pesquisas devem ser realizadas no intuito de discutir outros possíveis fatores de risco. ⁣ ⁣

Fonte: Neiva, 2019⁣ ⁣

🎗Cuide da sua saúde mental.⁣⁣⁣ ⁣⁣⁣

🎗 Marque seus amigos.⁣⁣⁣ ⁣⁣⁣

🎗 Curta e compartilhe.⁣⁣⁣ ⁣

#psykhé #psykheblumenau #psicoterapia #avaliaçãopsicológica #blumenau #setembroamarelo #euouçovoce #prevençaoaosuicidio #promoçaodesaude #10desetembro


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × quatro =


logo-psykhe-white

Marque a sua consulta com a Psykhé. Temos o melhor time para atender você pessoalmente, home care (atendimento em domicílio) ou na clínica.

Últimas Notícias

Psykhé | 2020. Todos os direitos reservados.